Você está em »» Principal » Conselho Kadosh

 

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Usuários online

3 usuário(s) online (1 usuário(s) navegando na seção: Conselho Kadosh)

Usuários: 0
Visitantes: 3

mais...

Kadosch

PÁGINA PRINCIPAL - Conselho de Cavaleiros Kadosch
 
Ilustre Conselho de Cavaleiros Kadosch José Floriano Freitas
Dourados - MS - fundado em 03 de Março de 1986.
 
Os Graus Superiores erroneamente generalizados como filosóficos estão divididos em quatro séries. 

 

A primeira série chamada de Graus Inefáveis, começa com o Grau 4 e vai até o Grau 14, a segunda série abrangendo dos Graus 15 ao 18 são chamados de Graus Históricos e Capitulares, a quarta série chamada de Graus Administrativos trabalha nos Graus 31, 32 e 33.

 

Na terceira série é que estão realmente os Graus Filosóficos, que são ministrados num Conselho de Cavaleiros Kadosch, começa com o grau de Grande Pontífice ou Sublime Escocês (Grau 19), passa para os outros graus, nessa seqüência:
 

Soberano Príncipe da Maçonaria ou Mestre Ad Vitam (Grau 20),
Noachita ou Cavaleiro Prussiano (Grau 21),
Cavaleiro do Real Machado ou Príncipe do Líbano (Grau 22),
Chefe do Tabernáculo (grau 23),
Príncipe do Tabernáculo (Grau 24),
Cavaleiro da Serpente de Bronze (Grau 25),
Príncipe da Mercê ou Escocês Trinitário (Grau 26),
Grande Comendador do Templo (Grau 27),
Cavaleiro do Sol ou Príncipe Adepto (Grau 28),
Grande Cavaleiro Escocês de Santo André ou Patriarca das Cruzadas (Grau 29)
e
culmina no Grau 30 chamado de Cavaleiro Kadosch ou Cavaleiro da Águia Branca e Negra.

 

A melhor manifestação que eu já li sobre os Graus Superiores, está na página 371 do livro Kadosch, edição de 1980 do Irmão Rizzardo da Camino “A Lenda de Hiram Abif, tão exaltada no Grau 3, o de Mestre, irá encontrar nos Graus subseqüentes, uma amplitude tamanha que proporcionará o entendimento necessário para que a Lenda, se transforme em profundo conhecimento simbólico das reações psicológicas do próprio homem: o “Conheça-se a ti mesmo” , encontrará resposta e com isto, uma grande satisfação maçônica.”

 

Cada grau traz um grande conforto moral, um conhecimento destinado e praticado somente por aqueles que se comprometerem com a sustentação do ideário maçônico do servir. Temos o costume de não compreender com exatidão o sentido da palavra “servir”, alguns acham que é desempenhar funções ou estar ao serviço de alguém. Ledo engano! Servir é ir à frente, antecipar a necessidade do Irmão minimizando o dano ou favorecendo o ganho, é principalmente e acima de tudo SERVIR DE EXEMPLO, esta é uma das lições praticadas no C.:C.:K.:.

 

Outra lição é a humildade, no sentido original da palavra latina humile, de húmus (terra) recordem a primeira parte da iniciação, ser a base, servir de alicerce onde se constroem edifícios de alto valor moral. Passar pelo Kadosch, receber os graus, participar dos trabalhos ou até mesmo colaborar na administração é compreender a máxima dos Cavaleiros Templários: "Non Nobis Domine. Non Nobis, sed Nomini Tuo da Gloriam" = “Não por nós, Senhor, não por nós, mas para que teu nome tenha a glória”, também interpretado como “Não a nós, Senhor, não a nós, daí a gloria ao Vosso nome”.

 

Ou ainda  “Não por nós, Senhor, não por nós, mas para que teu nome tenha a glória”.

 

Ser um Kadosch é ser um exemplo de labor, cortesia, de um humilde Cavaleiro Sacro e Puro (Kadosch = sacro, sagrado, santo, puro, purificado).
 
 
A intenção desse artigo é incentivar os Irmãos a progredirem nos estudos maçônicos através dos graus posteriores ao de Mestre Maçom, porque vale a pena se dedicar, se comprometer aos estudos que servirão de ferramentas para a sua depuração moral e de caráter; os trabalhos visam o combate à vaidade, à ambição e o apego ao poder, pois não se deve esquecer as frases:

 


“Se és apegado às distinções humanas, retira-te, pois nós aqui não as conhecemos” e
“Se fores dissimulado, serás descoberto”.

 

Sérgio Quirino Guimarães, 33°
 

  DELEGACIA "F"  - Ilustre Conselho de Cavaleiros Kadosch

 
ICCK  José Floriano Freitas
Delegacia "F"
 
Corpos subordinados de Dourados
Inspetoria Litúrgica do Estado de Mato Grosso do Sul.
Rua Esei Fujinaka, 705 - Altos do Indaiá - Caixa Postal nº 300 - CEP 79.823-500 - Dourados MS - MAPA 

Pesquisa