Você está em »» Principal » Capítulo Rosa-Cruz

 

Entrar

Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.

Usuários online

3 usuário(s) online (1 usuário(s) navegando na seção: Capítulo Rosa-Cruz)

Usuários: 0
Visitantes: 3

mais...
 PÁGINA PRINCIPAL CAPÍTULO ROSA-CRUZ
 
Sublime Capitulo Rosa-Cruz Victor Geraldo Thronicke
Fundado em 24 de Agosto de 1974

O primeiro grau do Capítulo é o Cavaleiro do Oriente, da Espada ou da Águia (Grau 15); o segundo é o Príncipe de Jerusalém (Grau 16); o terceiro é o Cavaleiro do Oriente e do Ocidente (Grau 17) e fecha-se este ciclo de estudos com o Grau 18, Cavaleiro Rosa Cruz ou Cavaleiro da Águia e do Pelicano.


É considerada a iniciação mais bonita da Maçonaria, pós simbólica, é a do Grau 28 (Cavaleiro do Sol); muito bonita e muito significativa.


Mas sejamos sinceros, quem passou pela iniciação do Grau 18, sabe que é um momento único. Nele aprendemos a compartilhar (friso: COMPARTILHAR, que é diferente de dividir), nele, somos chamados a ensinar, o que nos foi ensinado.


Aprendemos que podemos ser amados, e que devemos amar. Participar desses graus considerados históricos, entronizando-os no coração, é vivenciar a obrigação do exercício da virtude: CARIDADE.


É expandir a fraternidade para os não iniciados, socorrer a todos na medida da nossa condição econômica. Lembrando que ninguém é tão pobre, que não possa levar o conforto de um ombro amigo.


Ser um Cavaleiro Rosa Cruz é trabalhar pela união dos Irmãos (independente de grau); é armar-se de espada para combater a maledicência, a calúnia, a vaidade e a inveja. Uma das mais belas características de “SER” Cavaleiro Rosa Cruz, é ser patriota.

O Capítulo Rosa Cruz, é uma grande família. A ritualística ensina que os Obreiros devam permanecer sempre unidos; quando da passagem de um seu Oficial, para o “Oriente Eterno”, faz-se um respeito muito grande através de sessão fúnebre. E há um detalhe único, referente à Jóia, que aqui não pode ser comentado.


Mas, também devem ser muito unidos na alegria, é comum à todos, celebrarem sua condição de Obreiros Rosa Cruz, através de um ágape anual. De todas as cerimônias ligadas ao Capítulo Rosa Cruz, nenhuma supera a “Cerimônia de Endoenças”, que acontece somente uma vez ao ano, na Quinta-feira Santa. Nesse dia, todos os Cavaleiros Rosa Cruz devem comparecer, e os impossibilitados, unir-se-ão aos demais, em espírito.


Meus IIr.·. o objetivo deste pequeno artigo, é para despertar no Irmão, a vontade de conhecer os graus posteriores ao do Mestre Maçom. Leia os capítulos 3 e 6 do Livro de Esdras; capítulo 5 do Apocalipse e capítulo 14 do Livro de Marcos. Se alguma palavra aquí escrita, ou que você tenha lido nas recomendações do Livro da Lei, lhe tocou, é hora de continuar a escalada, ou mesmo retornar aos trabalhos nos Graus Superiores.


Rogo aos Irmãos, que compreendam não ser só importante ter os 33 graus do REAA, a “vantagem” é conhecer todos eles, mas escolher um, como diretriz para seu método de vida. O Maçom que “É” por inteiro, um Cavaleiro Rosa Cruz, ou Cavaleiro da Águia e do Pelicano, é uma excelente “Pedra Cúbica”.


Uma curiosidade: O Pelicano quando não encontra alimento para levar para sua prole, voa para o ninho, e com o próprio bico dilacera o peito, permitindo que os filhotes encontrem na sua carne, o alimento que os manterá vivos até o próximo nascer do sol.


Dedico este artigo aos Irmãos Adair José da Silva, Almyr Alonso, Carlos Roberto Roque, Delmir Augusto da Silva, Francisco Dantas de Freitas, Marcelo Nogueira de Almeida, Oliveiro Ângelo Panzera, Paulo José de Oliveira e Rodrigo Otavio dos Anjos que na manhã de ontem (07/06) no Capítulo Rosa Cruz Reis Corrêa fizeram uma belíssima Sessão de Iniciação do Grau 18.


Ir. Sérgio Quirino Guimarães

 

  DELEGACIA "F"  - Sumblime Capítulo Roza-Cruz

 
SCRC Victor Geraldo Thronicke
 
Delegacia "F" 
Corpos subordinados de Dourados
Inspetoria Litúrgica do Estado de Mato Grosso do Sul.
Rua Esei Fujinaka, 705 - Altos do Indaiá - Caixa Postal nº 300 - CEP 79.823-500 - Dourados MS - MAPA

 

Pesquisa